Mercado

Papel desmata a Floresta Amazônica é mito

Papel desmata a Floresta Amazônica é mito

Todas as plantas nativas são respeitadas e protegidas no processo de produção do papel.

 

Você já ouviu falar que a cadeia produtiva do papel desmata a Floresta Amazônica? Pois este é um dos grandes mitos envolvendo o setor, e que acabam se espalhando sem controle, prejudicando fornecedores e o progresso.

Na verdade, todas as plantas nativas são respeitadas e protegidas no processo de produção do papel – além disso, as empresas reabilitam e implantam áreas de proteção permanente e as de reserva florestal, que são exigidas pelas leis florestais e ambientais.

Um horto florestal de florestas plantadas, por exemplo, possui em média uma taxa de efetivo de plantio de florestas comerciais entre 50 a 65% da área total da propriedade, sendo o restante de áreas protegidas e enriquecidas em matas naturais.

O desmatamento não ocorre dentro do setor de florestas plantadas. As áreas escolhidas para plantações são previamente degradadas pela pecuária e agricultura, e, ainda que existam remanescentes de matas nativas nas propriedades que serão reflorestadas, elas são imediatamente incorporadas pelos Planos de Manejo como áreas de reserva ou de proteção permanente.

Com essas práticas e ações conservacionistas, o setor de florestas plantadas é o setor que se converteu no maior protetor de árvores nativas dentro do agronegócio brasileiro. Deste modo, o uso da madeira de florestas plantadas previne e reduz a utilização de recursos naturais, como as árvores da Mata Atlântica e da Floresta Amazônia.

 

Leia também: Professor da USP expõe rotina universitária em diário na internet

Leia também: Mix de produtos para venda de fitas adesivas deve conter novidades e produtos tradicionais

 

Fonte: Primeira Página, com matéria do portal Two Sides.

Redes Sociais