Inspirações

Estudantes brasileiras criam papel reciclável que vira árvore

 

Paper Plant foi desenvolvido na cidade pernambucana de Caruaru

 

Vem da cidade de Caruaru, em Pernambuco, a mais nova inspiração para cuidar do planeta. Produzido com sementes que, depois de molhadas, podem ser plantadas para se tornar flores, hortaliças e até uma árvore, o papel criado pelas estudantes Raysa Liandra e Lília Tenório tem tudo para ganhar o mundo e ajudar nos sistemas de reciclagem.

 

A ideia, desenvolvida em 2017 para o curso profissionalizante de assistente administrativo no Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac), se tornou hoje a empresa Paper Plant, que produz tais papéis reciclados para a feitura de cartões, caixas, folders, convites, etiquetas, envelopes e mais.

Uma vez pronto, o papel tem durabilidade de seis meses a um ano, dependendo da semente utilizada em sua preparação. Depois de usado, na hora de plantá-lo, basta colocá-lo sobre a terra e molhá-lo, ou então picá-lo em pedaços menores que serão enterrados.

Para criar o produto da Paper Plant, Raysa e Lília batem restos de papéis que recolhem através de parcerias com escolas e escritórios da região, e os transformam em uma espécie de polpa ou massa de celulose.

Essa massa é moldada em folhas de papel, momento em que as pequenas sementes são acrescentadas. O material então é prensado, deixado para secar, e finalmente estará pronto.

A empresa ainda está em seus primeiros passos, mas já foi selecionada para prêmios e editais.

 

Leia também: 3 dicas da Condor para transformar sua casa em um ateliê

 

Leia também: Black Friday: site divulga resultados de hora em hora

 

Fonte: Primeira Página, com matéria do Hypeness

Redes Sociais